Skip to content

Indigestão

15 de janeiro de 2010

Há quase dois anos passei a evitar discussões sobre política. Minha pressão subia demais sempre que os argumentos adversários variavam, a ponto de serem contraditórios, simplesmente para defender o comunismo, abater o capitalismo e desumanizar as diferenças. Uma grande maioria vive imaginando utopias que simplesmente vão contra qualquer possibilidade de existência humana. Ou existe um ou o outro, sua utopia ou a humanidade.

Falo isso porque ontem não resisti, ao ver a única Pessôa que fiz enxergar, defendendo com sarcasmos, fatos e ideias um mundo possível. Não o melhor de todos os sonhos, mas possível. E novamente vieram os argumentos variáveis, a ponto de não só passarem a ser contraditórios, mas também virarem pó. “Não estou defendendo nada, só estou soltando frases”, diria o interlocutor. Acho que era de se esperar isso de alguém que começa um papo atoa, daqueles sobre o quanto o dia está quente, falando que Marilena Chaui mudou sua vida e que a libertinagem sexual leva à energização dos chacras (“e às DSTs”, eu diria).

E novamente, essa política me faz dormir indigesto.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: